Imagem capa - O dia que perdi a CAPA - Carro pegando fogo - Muitos Sentimentos (ANO2007) por Andre Arcenio
Histórias que vivi

O dia que perdi a CAPA - Carro pegando fogo - Muitos Sentimentos (ANO2007)

Estava dormindo quando senti o ônibus parar e ouvi alguém perguntar "é um carro...fogo". Ainda sonolento coloco os óculos, afinal e vejo um carro em chamas, o ônibus que estava parou logo atrás da ambulância. Peguei a mochila com a câmera e fui fotografar, nessa época já trabalhava com fotografia, fotografava casamentos e formaturas, mas vivia com a câmera na mochila.


             Era minha primeira câmera digital uma Canon XT, com 8mp, corpo pequenino e lente 18~55mm do kit, tinha limitação de ruido em ISO alto, fiz todas as foto com ISO 1600 em jpg, nessa época ainda estava aprendendo a fotografia digital, não tinha nenhum programa de edição do RAW e muito limitado mexia no Photoshop, então seguia fotografando em JPG maior resolução da câmera.


               Ao sair do ônibus aviso o motorista: "sou fotógrafo, não sai sem eu voltar vou ali..."


              No outro dia falo com um amigo que estava acostumado a publicar fotos no jornal, conto do acidente e envio a foto da câmera por email para reação, a câmera que eu usava tinha resolução 3456x2304 em 72dpi. A redação queria uma foto em 300dpi e eu nunca tinha ouvido falar disso muito menos sabia alterar, perdi a minha primeira capa de jornal por não saber alterar a solução da câmera.


1ª foto - logo quando cheguei sem flash (exit ISO 1600 f8 1/30s - Cena aberta, contar a história de como estava quando cheguei.



2ª foto - Tive receio de fotografar uma pessoa em chamas, repito o quadro aberto, e converso com quem chegou antes.  O Carro bateu e explodiu, não tiveram tempo para socorrer mas notaram que tinha um homem 2mulheres e uma criança. EXIT ISO 1600 - f5 -  1/125


3ª foto - Com a certeza que não fotografo mais uma pessoa em chamas, faço um quadro fechado no carro. Quem chegou antes garantiu que não tiveram tempo, e com a força da batida todos estava desacordados. EXIT ISO 1600 - f5,6 -  1/125



4ª foto - tropeço na placa do carro, ligo o flash interno da câmera e fotografo. Até então estava fotografando com o sentimento de pesar das mortes, confiante da distancia profissional, mas quando vejo de onde é a placa, sinto um gelo subir dos pés até as mãos. Já tinha morado em Urubici, conhecia muitas pessoas, cidade pequena, minha ex-esposa era de lá. O sentimento de pesar se misturou com o medo de ser alguém conhecido. De fato conhecia de vista as pessoas do acidente. EXIT ISO 1600 - f5 -  1/125  - flash



6ª foto - Local onde  o carro bateu. O caminhão seguia em sentido contrário, o motorista disse que o carro se perdeu e bateu no rodado, alguém que estava ali contou o contrário que o caminhão soltou a traseira e o carro bateu.  EXIT ISO 1600 - f5 -  1/125




7ª foto - ùltima foto, fogo apagado. Voltei para o ônibus que já estava em movimento e segui viagem. No total nessa cobertura fiz 61 fotos, contaria a história em 7 ou 8 fotos, faltou nessa postagem, mostrar a frente do caminhão com a placa, identificando a outra parte do acidente. EXIT ISO 1600 - f5 -  1/30